quarta-feira, 23 de junho de 2010

E então que regresso, comovida depois de uma alminha anónima (foste tu Aninhas para me motivar?) ter confessado sentir saudades da minha vida (nada interessante). A acrescentar à também péssima escrita. Obrigada, sempre aquece a alma.
Confesso-me aqui, que na disciplina de português a maior dificuldade era construir um texto com "cabeça, tronco e pés", se é que me faço entender. As minhas composições sempre foram uma balburdia de pensamentos e ideias vomitadas sem qualquer ordem. Nem sei o que me passou pela cabeça para criar um blog.
Saber até sei, seria este o meu "escape ", mas não foi, a pouca inteligência que "Deus" me deu fez com que divulgasse entre as amigas e afins o blog.
Conclusão, continuo com tudo entalado dentro de mim...
"Ai eu, ai eu" o que aqui vai...se eu pudesse bradar aos céus... se eu fosse uma desbocada que não medisse consequências das palavras, seria uma pessoa mais feliz.
Então vá, não prometo nada, mas quando tiver alguma coisita de jeito (qualquer coisa estupida) para escrever cá venho então queixar-me da vida!

1 comentário:

comentários ao meu mundo